Seguidores

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Você gosta mais de frio ou de calor?

5 lugares infernais para quem não suporta calor:

Os últimos 12 meses foram os mais quentes da história dos Estados Unidos, um verdadeiro recorde. Mas o calor que os americanos andam sentindo é refresco para quem mora nas regiões mais quentes do mundo.

Por Vanessa Barbosa

Fonte: EXAME.com



Pela primeira vez, os Estados Unidos tiveram os 12 meses mais quentes de sua história, desde que a medição oficial de temperaturas começou, em 1895, segundo relatório recente divulgado por uma agência do governo. Se a onda de calor, verificada entre junho de 2011 e julho de 2012, é atípica para os americanos, em outros lugares do mundo, as altas temperaturas são regra. E se você não gosta do "bafão" no ar pesado que acompanha o céu de sol de escaldante, é melhor ficar longe dessas regiões, que estão entre as mais quentes do mundo, segundo dados da Organização Meteorológica Mundial. Em algumas, os termômetros já passaram dos 50º.



El Azizia, Líbia (57.78 °C)

A temperatura mais alta já registrada no planeta ocorreu no dia 13 de setembro de 1922, quando um termômetro marcou incríveis 57.78 °C, em El Azizia, importante centro comercial localizado a 55 km a sudeste de Trípoli, na Líbia. O documento com registro oficial dessa temperatura recorde não traz, entretanto, informações sobre os aparelhos usados na medição, o que deixa espaço para questionamentos. Alguns contestam esta marca, dizendo que tudo foi mal medido. Se fosse possível provar que houve erro, então o recorde pertenceria ao Death Valley, na Califórnia.



Ghadames, Líbia (55°C)

Chamado de "Pérola do Sahara", a cidade de Ghadames, na Líbia, está na lista de Patrimônios Mundiais da Humanidade, da Unesco. Boa parte das ruas da cidade tem solo na cor branca e são sombreadas pelas construções a fim de tornar mais suportável a vida dos seus cerca de 7 mil moradores. As temperaturas máximas ao longo do ano ficam em torno dos 41 ºC. Mas os termômetros da cidade já alcançaram 55 °C.



Timbuktu, Mali (54.44 °C)

Outro Patrimônio Mundial pela Unesco, Timbuktu está ao sul do deserto do Saara, em Mali. Outrora um porto comercial proeminente e centro de ensino islâmico, a cidade é agora um centro administrativo, com uma população de aproximadamente 32 mil pessoas. Em maio, mês mais quente, a temperatura média é de 42°C, mas seus termômetros já marcaram o recorde de 54.44 °C.



Death Valley, Califórnia (56.67 °C)

O Vale da Morte é a segunda região mais quente do mundo - perdendo por pouco mais de um grau celsius de diferença para o primeiro colocado. Localizado no deserto de Mojave, Califórnia, o lugar já chegou a registrar 56.67 °C, e é considerado não apenas a região mais quente dos Estados Unidos, mas também a mais seca e mais baixa. Por lá, chuva é coisa rara, e, quando vem, nem se nota: a precipitação média anual é menos de 5 centímetros.



Kebili, Tunísia (55 °C)

Compartilhando da mesma temperatura recorde da Líbia Gadhames, a cidade de Kebili é um verdadeiro oásis no deserto da Tunísia. Apesar do calor escaldante no verão e dos invernos rigorosos, Kebili é a mais antiga cidade habitada na Tunísia e lar de cerca de 18 mil pessoas.

Daqui.



2 comentários:

Anne Lieri disse...

Eu gosto de calor,mas não de me sentir numa torradeira!...rss...boa dica para ficar longe desses lugares!...rss..bjs,

Toninhobira disse...

Bom mesmo é quando há equilibrio.
Mas no calor aqui é mais gostoso.
O frio em alguns estados é dolorido demais assim como o calor.
Um abração Soninha.
Bjo.

Related Posts with Thumbnails

Clique na imagem e...